23 de novembro de 2012

FM Instalações no Facebook

Comentários e detalhes dos trabalhos e parceiros da FM Instalações.

Deixe seus comentários e contato.

http://www.facebook.com/pages/FM-Instala%C3%A7%C3%B5es/385702884839410

Ou mande um e-mail: fminstalacoes@hotmail.com


20 de novembro de 2012

ESPECIFICAÇÃO - CALHAS E PERFILADOS

FIOS / CABOS / CALHAS / PERFILADOS

Um aspecto muito importante é a descrição e especificação dos materiais. Comumente há documentos anexos com referencias quanto ao tipo e qualidade do material a ser utilizado.

Em alguns casos os próprios desenhos fornecem as informações necessárias de parte dos materiais envolvidos.

Nesse caso temos não só o tipo de cano a utilizar como também a bitola dos cabos de fase, neutro e terra.

Toda fonte de informação deve ser lida e comparada, nossa equipe já encontrou divergências em desenhos de um mesmo projeto onde o unifilar mostrava uma bitola para o circuito alimentador e no multifilar era indicada uma bitola menor (indicação próxima do disjuntor.

Isso se deu pelo fato de o desenho unifilar ter sido atualizado e não recebi a atualização do multifilar apesar dela existir.


Essa é outra questão importante. A atualização dos projetos deve sempre ser repassada aos gestores de cada equipe, mesmo que por e-mail a princípio. As alterações quando não vislumbradas a tempo da execução provocam um desconforto considerável na equipe e no desenvolvimento das outras tarefas junto a outras equipes.

As características de materiais como eletrocalha , perfilados e eletrodutos são de grande relevância pois representam um valor considerável dentre todos os materiais. Outro grande vilão dos preços são os fios e cabos de cobre.

Referente aos perfilados devem ser utilizados perfilados em chapa 18, sem furos, devidos á adequações recentes em normas de segurança e execução de trabalhos em áreas ocupadas e de circulação. Da mesma forma as eletrocalhas não devem ser perfuradas.

Em Porto Alegre encontramos um fornecedor que é fabricante das calhas, perfilados e suas derivações. Como a obra maior era de 1.000m2, a quantidade de materiais utilizados favoreceu a negociação com este fornecedor.

Dessa forma houve uma economia de aproximadamente 15%.

A quantidade de materiais de fixação e montagem deve ser bem calculada para não parar os trabalhos por falta de derivações e materiais de aperto.

Algumas derivações de eletrocalhas devem ser fabricadas e isso deve ser considerado na hora de especificar os materiais e se for o caso propor a alteração de caminhos e materiais.



A revisão e alteração de lay-out das instalações acontece nesse caso em particular pois trata-se de obras com características diferentes de um hospital ou de uma empresa que comumente tem prazos largos para execução se comparado com as academias.



Entre a locação do imóvel e a inauguração da academia correm de 50 a 70 dias dependendo do tamanho e do tipo de projeto.




Sendo assim nos resta de 30 a 40 dias para execução da parte elétrica pois as outras tarefas desde projeto até o desenvolvimento da civil e montagem de equipamentos consome o restante do prazo.



4 de novembro de 2012

MATERIAL ELÉTRICO

Olá pessoal, desculpem a demora.

Para continuar nossa verificação das etapas referentes á obra, usarei informações de dois trabalhos realizados recentemente em Porto Alegre sendo duas academias uma de 420m2 distribuidas em 3 andares e outra de 1.000m2 distribuidas em 2 andares.

A primeira tarefa a realizar é a análise do projeto e a visita do local. A partir dai é possível elaborar o quantitativo de materiais e deliberar sobre os detalhes que vão surgindo ao longo do desenvolvimento.

As etapas de levantamento de materiais devem ocorrer antes do inicio dos trabalhos com a equipe completa.

De posse dos desenhos de arquitetura e de elétrica é possível começar a planilha de materiais elétricos elaborando a descrição dos principais itens da instalação como: perfilados , eletrocalha , eletroduto galvanizado , derivações diversas , painéis elétricos , infra estrutura para fibra ótica , e por ai vai.

As obras comerciais se diferenciam das residenciais em alguns aspectos, os principais a meu ver são o tipo de materiais utilizados e as características técnicas para interpretação e execução dos trabalhos.

Dessa forma é natural a necessidade de que os profissionais envolvidos sejam mais qualificados e concisos nas suas tarefas.

Sabemos intuitivamente que, com o maior grau de dificuldade técnica há a utilização de mão de obra mais qualificada e consequentemente um aumento no custo em relação ás obras residenciais. São áreas de atuação distintas assim como os trabalhos com automação e alta tensão.


O técnico responsável pela distribuição dos trabalhos para o eletricista e seus ajudantes deve especificar tarefas a serem cumpridas de acordo com a capacidade de cada dupla observando o desempenho dos mesmos no decorrer da obra fazendo as adequações necessárias.

Um fator determinante para o andamento dos trabalhos é contar com uma equipe qualificada e de confiança nos vários aspectos que envolvem os profissionais de uma obra, principalmente assiduidade , comunicação e comportamento.

Nesse tipo de obra as jornadas chegam a 10 ou 12 horas de trabalho num ritmo intenso e cadenciado. Há outras equipes que dependem da finalização de nossas etapas e empurram o cronograma da obra, isso muitas vezes gera conflitos que não devem ser sentidos pelos profissionais sendo antes discutidos e analisados com os responsáveis de cada setor.

Em se tratando de obras dinâmicas é comum haver divergência por exemplo nas informações sobre o sistema de ar condicionado, instalações hidráulica e infra estrutura de elétrica e dados. Em alguns casos o espaço físico é bastante concorrido.

Mas, voltando para nosso projeto.
Junto com o desenho de arquitetura são fornecidos os layout de iluminação e tomadas, assim como os respectivos projetos, juntamente com o dos quadros de disjuntores e painéis necessários para a instalação ( QGBT e QDF ).

A logística dos materiais devem ser consideradas como um fator de risco para execução dos trabalhos, por isso é imprescindível a precisão dos dados e quantidades de materiais observando as características regionais dos fabricantes e fornecedores, visto que por exemplo, um condulet assim conhecido na região de São Paulo é chamado de petrolet em Porto Alegre.

Parece besteira mas o material não chega devido a divergência na especificação isso quando não vem errado.

As tarefas de elaboração da lista de materiais, quando não vem especificadas, e de interpretação e verificação do projeto são realizadas por um técnico. Tais tarefas assim como a maioria delas são realizadas por profissionais contratados por dia, sendo que para o técnico eletricista sua diária aproximada é de R$250,00 além das custas de transporte e refeição diárias.

On-line

Utilizadores Online